Hoje temos: Clássico e Rock, Durin e uma tragédia.

A vida de Tolkien [Parte CXXVII]:

Prontos?

Espero que sim. Partiremos em cinco minutos. Antes de atingirmos nosso objetivo, temos um longo caminho. Precisamos ir logo.

Capítulo passado, vimos o que era mais importante para determinar o efeito de um Anel de Poder sob uma raça. Agora sabemos o porquê dos anões não se tornarem Nazgûls. Por isso seguiremos em frente. Saberemos mais da vida dos outros Durin. Assim alcançaremos nosso objetivo logo.

Não sei se estão lembrados, mas paramos no reinado de Durin III. No entanto a única coisa importante feita por ele foi receber um Anel do Poder das mãos de Celebrimbor. Passaremos, então, ao reinado de Durin IV. Mas não fiquem animados, pois esse reinado não foi nada bom para os anões. Graças a sua ganância, eles despertaram um Balrog, uma criatura dos primórdios da Terra-Média escondida nas minas. Cavaram bem fundo em busca do mithril. Por isso Moria foi destruída e o Balrog passou a ser conhecido como a Ruína de Durin.

Galera, estudarei mais um pouco. Pararei por aqui. Até daqui a quinze dias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s